Sérgio Cabral: Turma do STF anula condenação

Veja também
Digleison
Digleison Silva é radialista, comunicador da Rádio Grande Rio 1560 AM. Aqui no Jornal RIO, ele escreve sobre política, esporte, emprego e entretenimento.

Rio de Janeiro – Nesta semana, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal optou por anular as decisões do juiz federal Marcelo Bretas, no que se diz respeito à Operação Fatura Exposta.

+ Vídeo: Menina é sugada por ralo de piscina e fica submersa

O ex-governador, Sérgio Cabral, foi preso em 2016, por suspeita de comandar uma organização criminosa que recebia mais de R$ 220 milhões em propinas.

Contudo, com a decisão da segunda turma do STF, anulando as decisões de Bretas contra o ex-governador do Rio de Janeiro, outros casos envolvendo Sérgio Cabral devem ser anulados.

A princípio, os ministros do STF alegam não haver ligação entre os desvios no setor da Saúde com a corrupção apurada na Secretaria de Obras, que foi investigada pela Operação Calicute. A saber, foi na Operação Calicute que o ex-governador recebeu a sua primeira condenação.

Com a “brecha” aberta, a condenação de 14 anos e 7 meses de prisão tem chances de ser anulada. Contra o Sérgio Cabral, há 21 condenações que totalizam 399 anos e 11 meses de prisão.

Siga o JR no Instagram!

Mais Notícias

Supervia anuncia aumento na passagem: R$ 7,00

Prepare o seu bolso! Prepare o seu bolso porque a Supervia anunciou um “super aumento” na passagem que, segundo...

Mais artigos como este