PIS: pagamento para 23 milhões de trabalhadores

Veja também
Digleison
Digleison Silva é radialista, comunicador da Rádio Grande Rio 1560 AM. Aqui no Jornal RIO, ele escreve sobre política, esporte, emprego e entretenimento.

Pela primeira vez, o calendário de pagamento do PIS/Pasep foi adiado no Brasil. Esse adiamento se deu por conta de investimentos no programa BEm, programa de conservação ao emprego.

Por conta disso, o PIS/PASEP do ano base 2020 cairá nas contas dos trabalhadores no começo de 2022, seguindo o calendário de recebimento.

Recebe o benefício o trabalhador que exerceu atividade remunerada com carteira assinada em 2020. Há outros requisitos também para a obtenção do benefício, e são eles:

– Estar cadastrado no PIS/PASEP há cinco anos;

– Remuneração média de até dois salário mínimos e carteira assinada no ano de 2020 e 2021;

– Ter dados comunicados pela empresa ao RAIS/eSocial;

– Ter trabalhado para pessoa jurídica durante o período mínimo de 30 dias, sendo eles consecutivos ou não, no ano base;

É importante lembrar que o valor máximo de pagamento do PIS/PASEP é de até um salário mínimo. Segundo projeção do Governo, o mínimo de 2022 está previsto para R$ 1.192,00. Sendo assim, confira a simulação de valores a receber no calendário abaixo:

Leia: Mudança! Confira como fica a nova prova de vida do INSS a partir de 2022

1 MÊS TRABALHADO – R$ 99,33

2 MESES TRABALHADOS – R$ 198,66

3 MESES TRABALHADOS – R$ 298,00

4 MESES TRABALHADOS – R$ 397,33

5 MESES TRABALHADOS – R$ 496,33

6 MESES TRABALHADOS – R$ 596,00

7 MESES TRABALHADOS – R$ 695,33

8 MESES TRABALHADOS – R$ 794,66

9 MESES TRABALHADOS – R$ 894,00

10 MESES TRABALHADOS – R$ 999,33

11 MESES TRABALHADOS – R$ 1.092,66

12 MESES TRABALHADOS – R$ 1.192,00

Outro ponto a se destacar é que o PIS é direcionado aos trabalhadores privados. Eles recebem pela Caixa Econômica Federal.

Já o Pasep, é direcionado aos servidores públicos. O Banco do Brasil é quem gerencia o pagamento.

Desta forma, trabalhadores da iniciativa privada, a partir do próximo ano e que tem direito ao PIS, poderão sacar o valor utilizando o Cartão Cidadão nos terminais de autoatendimento da Caixa ou retirando no guichê com um documento oficial com foto.

Os servidores públicos, no entanto, dispensam o uso do Cartão Cidadão, mas conseguem sacar o valor pelo autoatendimento do BB ou no guichê do próprio banco.

Mais Notícias

Supervia anuncia aumento na passagem: R$ 7,00

Prepare o seu bolso! Prepare o seu bolso porque a Supervia anunciou um “super aumento” na passagem que, segundo...

Mais artigos como este