Pasmem. Com tantos problemas que, digamos crônicos, acontecendo na cidade, os nossos ‘funcionários’ da Alerj decidiram discutir sobre a alteração do nome do estádio Maracanã.

Leia também: Vagas para operador de Caixa no Rio

Não teria pauta mais importante? Mudar pra quê?

E não para por aí. O tradicional Estádio Jornalista Mário Filho teve o nome alterado, na Casa legislativa, para Edson Arantes do Nascimento. Em tempos de campo, é óbvio que o ‘Rei Pelé’ merece todas as homenagens pelo que fez nele e pela alegria proporcionada a milhares de brasileiros. Sem dúvidas.

Publicidade: Aproveite essa oportunidade de Vivo Controle! São 8,5 GB de internet + 2 GB de bônus + redes sociais. Tá esperando o quê!? Clique aqui para aproveitar essa oferta!

Mas o projeto de lei 3.489/21, de autoria do deputado estadual André Ceciliano (PT), atual presidente da Alerj, chega em um péssimo momento. Com tantas pautas importantes para serem discutidas no Estado, parece que a maior preocupação no Rio, sob o sol, é a alteração de nome do estádio Maracanã.

Em sua justificativa, o deputado só falou o óbvio. Falou o que tudo mundo sabe sobre o Pelé e que o mundo reconhece. Sim, o mundo reconhece a figura pública de Edson Arantes do Nascimento.

Caberá agora, ao governador (em exercício), Cláudio Castro, sancionar ou vetar a decisão da Casa. Ele tem o prazo de 15 dias para decidir.