Idosa de 93 anos é velada viva por oito horas em Mato Grosso

Família desconfiou da morte após constatar que o corpo de Caluzinha ainda estava quente

Veja também

Carolina Lopes de Almeida, de 93 anos, estava sendo velada na última sexta-feira (8), em Guiratinga (MT), quando familiares desconfiaram da morte da idosa ao notar que seu corpo permanecia quente. Para sanar a dúvida, os parentes decidiram chamar um médico, que constatou que, de fato, a mulher continuava com sinais vitais. As informações são do portal G1.

Nó início, a família e os amigos de Caluzinha, como era carinhosamente chamada, pensaram que seu corpo permanecia quente devido ao calor que fazia na cidade. Após o médico ser acionado e confirmar que ela estava com sinais vitais, a idosa foi logo encaminhada ao Hospital Oswaldo Cruz. Instantes depois da chegada à unidade hospitalar, Caluzinha voltou a ser diagnosticada como morta.

No dia seguinte, ela foi de novo velada pelos entes queridos e, posteriormente, sepultada.

Abalados, os familiares preferem não dar mais detalhes sobre o ocorrido e tampouco disseram qual foi a causa da morte.

O hospital que deu a notícia do óbito pela primeira vez decidiu não ser pronunciar sobre o caso.

Mais Notícias

Spdm anuncia vagas para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz

Emprego - A Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) está com o processo seletivo aberto para cargos...

Mais artigos como este

Temos Vagas RJ – Confira as vagas de emprego no Rio desta semana Spdm anuncia vagas em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio Abundância de Gracyanne Barbosa choca a web Frente fria histórica vai derrubar a temperatura no Brasil Coca-Cola e Grupo Macro abrem vagas no Rio