Felipe Neto alfineta nova geração de criadores de conteúdo: ‘O que será do futuro do entretenimento?’

Youtuber reclamou da falta de novos nomes dentro de plataforma de vídeos

Veja também

Felipe Neto usou o Instagram nesta quinta-feira (05) para detonar os influenciadores da atual geração. O Youtuber se manifestou após Thalita Meneghim e Gabie Fernandes anunciaram o término das atividades do canal ‘Depois das Onze’. 

“Muito triste ver o canal Depois das Onze encerrando as atividades. Muito triste ver cada vez mais canais de Youtube fechando ou despencando em audiência, enquanto uma nova geração inteira se forma baseada em conteúdos de até 30 segundos. Já ouço diversos jovens relatando: ‘Não gosto de filmes’. Músicas agora vêm sendo pensadas para terem apenas refrão e o menor tempo possível. O que será do futuro do entretenimento? Filmes de 20 minutos e séries com episódios de 2-3 minutos?”, questionou. 

O Youtuber ainda comentou sobre a escassez de criadores de conteúdo para a plataforma e afirmou que os jovens preferem vídeos mais curtos, como os publicados no Tik Tok. “Quando foi a última vez que um grande fenômeno do Youtube surgiu? Alguém que seja focado em criar conteúdo especificamente pra plataforma. E infelizmente o próprio Youtube não parece preocupado. Os maiores criadores vão deixando a plataforma e cedendo cada vez mais à tentação de postar apenas conteúdo rápido. E é isso. Vale lembrar que plataformas de streaming estão cogitando colocar velocidade 2x, após estudos apontarem que as novas gerações não querem mais ver conteúdos longos. Isso tudo é simplesmente assustador”, concluiu. 

Mais Notícias

Spdm anuncia vagas para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz

Emprego - A Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) está com o processo seletivo aberto para cargos...

Mais artigos como este

Spdm anuncia vagas em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio Abundância de Gracyanne Barbosa choca a web Frente fria histórica vai derrubar a temperatura no Brasil Coca-Cola e Grupo Macro abrem vagas no Rio Frente fria deixa Rio em estágio de mobilização