25.2 C
Rio de Janeiro

É falso alerta da PM de transmissão de HIV por criminosos vestidos de branco

Publicado:

Circula nas redes sociais um “alerta” feito pela Polícia Militar de que estudantes enfermeiros, vestidos de branco, seriam criminosos que estão transmitindo o vírus HIV, causador da aids. Eles estariam passando de casa em casa com a intenção de medir a taxa de glicemia. “Amigos e populares, a Vigilância Sanitária e a PM acabam de informar que um grupo de aidéticos está em várias cidades abordando as pessoas para que elas façam a medição da glicose. Se você for abordado, DENUNCIE Ligue 190!”, diz o trecho do alerta. É falso.

Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

ALERTA Pessoas vestidas de branco vão passar de casa em casa para medir a taxa Glicêmica dos moradores.. Não deixem! É um grupo de aidéticos para transmitir o vírus. A mando da baleia azul. Compartilhem! O Alerta foi feito hoje pela Polícia Militar. Segue a mensagem: ‘Amigos e populares, a Vigilância Sanitária e a PM acabam de informar que um grupo de aidéticos está em várias cidades abordando as pessoas para que elas façam a medição da glicose. Se você for abordado, DENUNCIE Ligue 190! Este suposto teste está passando o vírus HIV… Obs: Eles estão se passando por um grupo de enfermeiros estudantes. CUIDADO! É muito sério! Vamos espalhar para outros grupos’.

– Texto compartilhado no WhatsApp

Falso

O boato circula ao menos desde 2017. Na época, a mensagem alarmista foi compartilhada em grupos do WhatsApp em Minas Gerais. O jornal O Tempo publicou reportagem na ocasião, explicando que era falso o alarme. A Polícia Militar e a Vigilância Sanitária do estado negaram o boato. Há também registros da mensagem no Rio Grande do Sul e no Paraná.

A mensagem começou a ser compartilhada em 2017 devido ao jogo Baleia Azul, que propunha 50 desafios aos adolescentes e sugeria o suicídio como última etapa.

Em 2019, o texto apócrifo voltou a circular no Distrito Federal. Na ocasião, diversos veículos de Brasília, a exemplo do Correio Braziliense e do Metropóles, publicaram reportagens sobre o caso — algumas publicações à época afirmavam que o alerta foi feito pela Polícia Militar do Distrito Federal. O então porta-voz da corporação, major Michello Bueno, afirmou aos jornais que desconhecia o suposto alerta e confirmou que “não chegou nenhum chamado desses no 190”. A Vigilância Sanitária também negou. 

O texto do alerta não informa a localidade do suposto golpe. Entretanto, não há publicações veiculadas na imprensa de algum caso parecido. 

HIV

O HIV sobrevive em ambiente externo por apenas alguns minutos. Mesmo assim, o contágio depende do contato com as mucosas ou com alguma área ferida do corpo. O vírus não se transmite por suor, beijo, alicates de unha, lâminas de barbear, uso de banheiros públicos, picadas de mosquitos ou qualquer outro meio que não envolva penetração sexual desprotegida (vaginal, anal ou oral), uso de agulhas ou produtos sanguíneos infectados. Também pode ser transmitido de uma mãe soropositiva, sem tratamento, para o filho durante a gestação, parto ou amamentação.

Checagem similar foi produzida por UOL Confere.

Relacionados

Leia Mais

spot_img