25.2 C
Rio de Janeiro

Dengue: Rio de Janeiro registra aumento de 587% nos casos em janeiro

Publicado:

Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2024 – O Rio de Janeiro registrou um aumento de 587% nos casos de dengue nas três primeiras semanas de janeiro, em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Informe Semanal das Arboviroses Urbanas, foram notificados 9.073 casos prováveis da doença no estado, contra 915 em 2023.

A maioria dos casos foi registrada na capital fluminense, que registrou 4.929 casos prováveis. Em seguida, aparecem Duque de Caxias (1.588), Niterói (1.272), São Gonçalo (1.261) e Belford Roxo (1.087).

O aumento dos casos de dengue no Rio de Janeiro é preocupante, pois a doença pode ser grave, especialmente em crianças, idosos e pessoas com comorbidades. Os sintomas da dengue incluem febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, dor nas articulações, dor atrás dos olhos, manchas vermelhas na pele e náusea. Em casos graves, a dengue pode causar hemorragia, choque e até morte.

As causas do aumento dos casos de dengue no Rio de Janeiro ainda não estão claras, mas especialistas apontam para uma série de fatores, como as condições climáticas favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti, o vetor da doença, e o relaxamento das medidas de controle da dengue.

Para prevenir a dengue, é importante eliminar os criadouros do mosquito, como vasos de plantas, pneus, garrafas e baldes com água parada. Também é importante usar repelentes e roupas longas, principalmente durante o dia, quando o mosquito está mais ativo.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro está intensificando as ações de controle da dengue na cidade. As equipes de saúde estão visitando casas e estabelecimentos comerciais para orientar a população sobre a prevenção da doença.

A vacina contra a dengue está disponível para pessoas a partir dos 9 anos de idade. A vacina não é 100% eficaz, mas pode ajudar a reduzir o risco de casos graves da doença.

O que fazer se você suspeitar que está com dengue?

Se você apresentar sintomas de dengue, procure um serviço de saúde o mais rápido possível. O diagnóstico da doença é feito com base nos sintomas e na história clínica do paciente. O tratamento da dengue é feito com repouso, hidratação e medicamentos para aliviar os sintomas.

Como evitar a dengue?

Eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti:

  • Vasos de plantas, pneus, garrafas, baldes e outros recipientes com água parada.
  • Caixas d’água, cisternas e reservatórios de água.
  • Calhas e ralos obstruídos.
  • Coletas de lixo mal fechadas.
  • Locais com acúmulo de entulho.

Usar repelentes e roupas longas:

  • Aplique repelente sempre que sair de casa, principalmente durante o dia, quando o mosquito está mais ativo.
  • Use roupas longas e claras, que ajudam a proteger a pele do mosquito.

Não deixar água parada:

  • Verifique se não há água parada em vasos de plantas, pneus, garrafas, baldes, caixas d’água, cisternas, reservatórios de água, calhas e ralos.
  • Se encontrar água parada, elimine-a.

Se você mora em condomínio:

  • Participe das ações de controle da dengue no condomínio.
  • Oriente os vizinhos sobre a importância de eliminar os criadouros do mosquito.

Se você trabalha em uma empresa:

  • Participe das ações de controle da dengue na empresa.
  • Oriente os colegas de trabalho sobre a importância de eliminar os criadouros do mosquito.

Relacionados

Leia Mais

spot_img