Após muita pressão de parlamentares e de parte da população, principalmente dos que recebiam o auxílio em 2020, o benefício vai ser prorrogado.

Até o se pronunciar, muitas especulações circulavam a respeito do Auxílio, mas o presidente da República, Jair Bolsonaro, em live, ratificou que há um estudo que visa a prorrogação do benefício.

Juntamente com o presidente da Câmara, o presidente do Senado e a equipe econômica, a gente estuda prorrogar o auxílio emergencial. Por quantos meses? Três, quatro meses… não está definido ainda. Qual valor? Também não está definido”, disse o presidente.

Logo depois, Bolsonaro sinalizou que a volta do auxílio emergencial precisa ser urgente. “Agora, é uma coisa que tem pressa. Tem que ser a partir de março”, afirmou.

Tudo indica que o benefício começará a ser pago a partir de março de 2021. O anúncio deverá ser feito depois do carnaval. Já em relação ao valor: UM MISTÉRIO.

Parlamentares e Senadores, boa parte, fazem pressão para que o valor de R$ 600,00 seja mantido, mas para um número menor de pessoas, por conta do retorno de algumas atividades.

A verdade é que, no fundo, a boa parte desses senadores e deputados estão de olho nas próximas eleições. Prorrogar o auxílio, principalmente em um momento em que muitos brasileiros estão precisando de ajuda financeira, por conta dos impactos da pandemia de Covid-19, se tornou um ‘ejetor’ para 2022.