26 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Agente da Força Nacional é morto a tiros na Vila Valqueire

Must read

Rio – Um agente da Força Nacional foi morto a tiros, na noite desta terça-feira (28), em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu por volta das 21h30, quando Edmar Felipe Alves dos Santos, de 36 anos, foi baleado ao aparecer armado no portão de casa, na Rua Mário Barbedo, após ouvir disparos na residência vizinha. O homem, que estava de folga, chegou a ser socorrido por colegas com quem morava, mas não resistiu aos ferimentos. 

De acordo com a Polícia Militar, informações preliminares apontam que Edmar foi baleado ao tentar intervir em uma briga entre dois homens. Câmeras de segurança da rua registraram o momento do crime e as imagens mostram o autor dos disparos na rua, quando o agente aparece no portão, armado. Ele então atira duas vezes contra a vítima. Em seguida, corre e chega a cair, mas se levanta e consegue fugir do local. Em outro vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver Felipe sendo socorrido por um grupo de pelo menos seis homens.

Ainda segundo a PM, o agente deu entrada no Hospital da Aeronáutica do Campo dos Afonsos, também na Zona Oeste, mas acabou morrendo. Segundo relatos, antes de matar Edmar, o homem teria discutido e atirado contra uma mulher transsexual com quem morava. O Corpo de Bombeiros foi acionado às 21h45 e socorreu a vítima em estado grave para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que “não pode divulgar o estado de saúde dos pacientes sem autorização de suas famílias”. 

Edmar Felipe era soldado da Polícia Militar de Alagoas desde 2020 e estava a serviço da Força Nacional na capital fluminense. A corporação lamentou a morte. “Em nome de toda tropa, o comandante-geral da Corporação, coronel Paulo Amorim, presta as mais sinceras condolências aos amigos e familiares, ao tempo em que coloca a Instituição à disposição para o que se fizer necessário”. 

O Ministério da Justiça e Segurança Pública também divulgou uma nota, em que “lamenta profundamente” a morte do PM. A pasta informou que “todas as circunstâncias do crime serão devidamente apuradas” e que as autoridades competentes já investigam o caso. “A Força Nacional tem prestado todo o apoio relacionado a essa triste fatalidade. Neste momento de dor e consternação, nossos sentimentos também vão para a família e amigos, bem como para a Polícia Militar de Alagoas que perde um dos seus quadros pelo devotamento à sua função policial, mesmo não estando em serviço”.

A Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada e investiga o caso. “Diligências estão em andamento para esclarecer todos os fatos”. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) Afrânio Peixoto, no Centro do Rio, onde agentes da Força Nacional estiveram durante a manhã desta quarta-feira (29). Ainda não há informações sobre horário e local do sepultamento.

- Advertisement -spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Latest article